Geral valor

Conta de luz: não há previsão para bandeira de escassez hídrica ser prorrogada além de abril, diz Albuquerque

Por Redação

03/12/2021 às 18:09:06 - Atualizado há

“Não há hipótese alguma de racionamento ou apagão por falta de energia", afirma ministro Albuquerque. Pode ser por conta de um raio ou tempestade, mas não por falta de energia” O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, voltou a afirmar que não existe risco de desabastecimento de energia no país. Segundo ele, não há indicação hoje de que a bandeira tarifária de escassez hídrica seja prorrogada para além de abril, mês previsto para o término de sua vigência.

Albuquerque fez as afirmações em lançamento de um laboratório de redes elétricas inteligentes (smart grids, em inglês), em unidade do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel), em Nova Iguaçu, na região metropolitana do Rio. “Não há hipótese alguma de racionamento ou apagão por falta de energia. Pode ser por conta de um raio ou tempestade, mas não por falta de energia”.

“Não há hipótese alguma de racionamento ou apagão por falta de energia", diz ministro ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque,

Yash Patel/Unsplash

Albuquerque reconheceu que, em novembro, o país teve bom regime de chuvas. “São Pedro ajudou, mas São Pedro só ajuda quem trabalha”, brincou ele, para dizer em seguida que o país precisará de boa governança no sistema elétrico para o ano que vem.

Especialistas e autoridades têm dito que, em 2022, a regularidade do fornecimento de energia do país deve novamente depender do cenário hidrológico. O ministro lembrou que medidas de segurança, como o leilão de reserva de capacidade de energia, marcado para 21 de dezembro, só devem ter impacto sobre a segurança do sistema a partir de 2026, quando os empreendimentos relacionados entrarem em operação.

Mas Bento sugeriu que os riscos ligados ao nível de reservatórios devem cair nos próximos anos com o processo de modernização da matriz energética em curso, que acumula e pulveriza duas fontes. “Hoje 60% da matriz ainda depende da fonte hidráulica, mas a cada ano a matriz se moderniza e a geração hidrelétrica perde espaço. Com mais e novas fontes teremos mais segurança e menores tarifas”, disse.
Fonte: VALOR
TAGS Valor
Comunicar erro
Dia a Dia Notícias

© 2022 Copyright © 2022 - Dia a Dia Notícias. Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Dia a Dia Notícias