Geral BRASIL

20 anos sem Chico Xavier: conheça a história de código secreto deixado por ele

Por Redação

30/06/2022 às 13:56:27 - Atualizado há

 Uma senha deixada a três pessoas pelo médium Chico Xavier (1910-2002), cuja morte completa 20 anos nesta quinta-feira (30), é a chave para descobrir se ele se comunicará por meio de mensagens psicografadas e mesmo se voltará a reencarnar. Pelo menos é o que garante quem a recebeu, ainda nos anos 90.

Francisco Cândido Xavier morreu aos 92 anos em Uberaba, no Triângulo Mineiro, em 30 de junho de 2002, dia em que a seleção brasileira de futebol conquistou no Japão o quinto título da Copa do Mundo.
Ele chegou à cidade em 1959 e logo transformou Uberaba num polo de peregrinação de espíritas em busca de mensagens, consolo e cura para doenças.

Publicou 490 obras, algumas editadas após sua morte, muitas traduzidas para outros idiomas, mas dizia que os espíritos, e não ele, eram os autores dos textos. Entre os livros estão best-sellers como "Parnaso de Além-túmulo", com 59 poemas atribuídos a poetas brasileiros mortos, como Castro Alves e Augusto dos Anjos, e "Nosso Lar", publicado em 1944.
O código secreto foi deixado pelo líder espírita a três pessoas que o acompanharam em sua vida, das quais duas já morreram: o médico Eurípedes Tahan, que morreu em 2017 e acompanhava a frágil saúde de Chico, e a amiga e vizinha Kátia Maria, que morreu em 2012.

O único vivo é o dentista Eurípedes Humberto Higino dos Reis, 72, que conviveu com Chico por mais de quatro décadas e que se considera filho adotivo do médium. A Justiça, porém, não reconheceu o vínculo em primeira instância, e Reis disse ter desistido de tentar provar a paternidade.
Herdeiro do patrimônio deixado por Chico, ele administra o Museu Chico Xavier, mantido por recursos próprios e cuja receita é oriunda de doações e de livros e suvenires vendidos aos turistas religiosos que visitam a casa em que o médium morou.

Se Chico Xavier vai entrar em contato por meio de mensagens psicografadas, isso é algo que está reservado ao futuro e ainda não ocorreu, contou o dentista.

"Em vida já havia pessoas que diziam ter psicografado o Chico, imagine com ele desencarnado. Por isso ele deixou a senha", conta Reis.
Sem filhos ou herdeiros, o dentista disse que não vai revelar o código para ninguém, mas afirma que o médium não voltou nem há algum sinal de que isso esteja prestes a acontecer.

Reis disse que muitas pessoas inventam histórias dizendo que receberam mensagens do médium, mas nada do que foi apresentado até hoje continha o código estabelecido, de acordo com ele.

"Chico escreveu uma carta em 1957, antes de se mudar para Uberaba, que falava que reencarnaria. Mas isso ainda não aconteceu." O segredo foi entregue aos responsáveis pela autenticação nos últimos anos de vida de Chico. Kátia Maria o recebeu oito anos antes, assim como Reis.

MÉDIUM DEIXAVA RECADOS AOS ESPÍRITOS

Numa noite de outubro de 1996, seis anos antes de sua morte, o banheiro do quarto de Chico precisava de conserto no sistema de água, o que fez com que tivesse de dormir no quarto ao lado.

Para não correr o risco de perder alguma eventual visita espiritual, escreveu numa folha de sulfite uma mensagem informando da mudança.
"Se algum amigo espiritual por ventura estiver determinado a me proporcionar a alegria de uma visita, aviso que estarei nesta noite, somente hoje, no quarto à esquerda, onde estarei com a satisfação de receber", diz trecho.

A mensagem, exposta na entrada do quarto em que ele morreu, termina com um aviso de que a porta do aposento provisório estava aberta. (Folhapress)

Fonte: O TEMPO
Comunicar erro
Dia a Dia Notícias

© 2022 Copyright © 2022 - Dia a Dia Notícias. Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Dia a Dia Notícias